CÁLCULO IRPF 2019 — Saiba como é Feito, Como Calcular

Como o próprio nome diz, o Imposto de Renda é incidido sobre o rendimento de cada pessoa. Mas nem todo mundo sabe como fazer o cálculo IRPF 2019.

Sem saber isso, as pessoas simplesmente acatam os descontos, e muitas vezes sequer sabem do valor que está saindo de seus salários. Por isso é fundamental entender sobre a tabela e os valores.

Trouxemos um conteúdo exclusivo sobre o cálculo IRPF, onde vamos explicar como você realizar o cálculo e ajudaremos você a entender melhor sobre esse assunto que é bem menos complexo do que parece.

IRPF 2019

O Imposto de Renda foi instituído por meio da Lei Federal 4.625 no qual determina que o tributo será cobrado para todas as pessoas residente em território nacional. Esse documento só deve ser apresentado pelas pessoas que recebem acima do valor estabelecido pelo Governo Federal.

Em 2019 a Declaração do Imposto de Renda será cobrado para as pessoas que recebera ao longo do ano rendimentos tributáveis que somaram mais de R$ 28.559,70.

CÁLCULO IRPF 2019

Se você se encaixa nesse perfil, saiba que é indispensável que você faça a declaração por que ela é de suma importância e vai evitar futuros problemas. A partir do momento em que você não declara o seu nome fica com pendências e uma série de problemas pode decorrer com isso. São muitas as dúvidas em relação ao valor arrecadado do Imposto de Renda 2019.

Desta forma, saiba que uma parte do dinheiro arrecadado por meio do tributo é transferido para o Tesouro Nacional, que administra a aplicação do dinheiro do Governo. E a outra parte volta para o estado do pagador, para que assim seja investido em:

  • Financiamentos de projetos de saúde;
  • Financiamentos de projetos de Educação;
  • Programa Sociais;
  • Plano de Reforma Agrária;
  • Construção de habitações populares;
  • Saneamento Básico;
  • Revitalização de áreas degradadas nas cidades;
  • Construção e Recuperação de Estradas;
  • Investimentos em Infra-estrutura;
  • construção de portos e aeroportos;
  • Incentivos à produção agrícola e industrial;
  • Ciência e Tecnologia;
  • Cultura e Esporte;
  • Defesa do meio ambiente.

Ao ver pra onde o dinheiro do Imposto vai, veja quando o prazo de pagamento do imposto estará aberto e realize o procedimento da melhor maneira possível, para que você não venha pagar com juros ou ser pego na malha fina.

Vale lembrar que, além da declaração feita por pessoas físicas existe também o procedimento deito por meio das empresas ou pessoas jurídicas, é o caso da IRPJ (Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica).

Como é feito o cálculo IRPF 2019

CÁLCULO IRPF 2019

O cálculo IRPF serve para se chegar a um número que corresponderá ao desconto mensal em folha. Esse desconto representa o imposto, em si, e é destinado à Receita Federal.

O cálculo é feito considerando diferentes fatores. Por isso existe o que chamamos de tabela IRPF 2019. Nela você tem acesso a um salário médio e um número de alíquota.

No momento de calcular é considerado o salário bruto multiplicado pela alíquota do INSS menos o valor de dedução por dependente. Daí é multiplicado o resultado pela alíquota da parcela do Imposto de Renda e subtraída a parcela a deduzir do IR.

Simulação IRPF 2019

Para facilitar, você pode fazer o cálculo do IRPF através do site da Receita de forma automática e prática. Compreenda melhor no rápido passo a passo que elaboramos a seguir:

CÁLCULO IRPF 2019


Passo 01. Para isso, acesse o site – www.receita.fazenda.gov.br.


Passo 02. Em seguida preencha o campo com os gastos tributáveis do ano. Depois, informe as despesas que podem ser abatidas do cálculo da contribuição, e os gastos comprovados que reduzem o valor dos impostos.


Passo 03. Agora você terá a base do cálculo: O resultado do total de rendimentos tributáveis subtraída dos rendimentos dedutíveis. Você também terá as faixas de dedução do imposto de renda.


Passo 04. Ao final você terá o número que corresponde a alíquota efetiva. Esse é o percentual de imposto que irá incidir sobre os seus rendimentos.


Tabela IRPF 2019

A tabela IRPF é estabelecida para que haja uma base de cálculo do imposto de renda a ser aplicado em cada faixa salarial. A seguir separamos a tabela para que você possa estar visualizando e esclarecendo suas dúvidas.

Confira:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Esta tabela sofre alterações anuais. Por isso é essencial acompanhar sempre as mudanças para saber como está o cálculo do imposto. A base é o valor do INSS que é descontado.

Então é necessário também saber esse valor, caso você queira calcular seu Imposto de Renda, e entender melhor os descontos em sua folha de pagamento.

Quem deve declarar o IRPF 2019?

Apesar de ser um desconto que acontece em folha de pagamento, existem pessoas que podem ter o valor retido mesmo sem a carteira assinada. Podemos citar como exemplo:

  • Trabalho não assalariado pago por pessoa jurídica;
  • Lucros de negócios realizados entre pessoas jurídicas;
  • Alugueis e royalties pagos por pessoa jurídica.

Fora essas condições, a obrigatoriedade se aplica a:


01. Contribuintes que tiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70.


02. Contribuintes que tiveram valores não tributáveis superiores a 40 mil reais.


03. Pessoas que realizam atividade rural com receita bruta superior a R$ 142.798,50;


04. Proprietários únicos de bens com valor superior a 300 mil reais (isentas pessoas cujos bens estão em nome de companheiro ou cônjuge através de união com compartilhamento de bens);


05. Acionistas da Bolsa;


06. Pessoas que vieram morar no Brasil definitivamente;


07. Pessoas que tiveram ganho de capital na venda de bens e direitos e pagou imposto.


Para todas essas pessoas é fundamental saber sobre o cálculo IRPF 2019, e entender bem sobre os descontos que podem acontecer em seu salário.

Caso não tenha assimilado todas as informações a respeito do cálculo IRPF e tenha ficado com alguma dúvida, deixe o seu comentário abaixo, para esclarece-lo o mais breve possível. Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *